Header Ads

Header ADS

Polícia Militar é chamada ao hospital regional e mulher denuncia que secretário saiu escondido

Ontem (25/11) no meio da tarde a polícia militar foi acionada ao Pronto Socorro do Hospital Regional, para tender mais uma ocorrência, lá eles conversaram com uma mulher de 33 anos, que disse a polícia que desde sábado está com sua filha de 10 anos, com dores e ontem à noite e hoje as dores aumentaram e ela mais uma vez levou a criança ao Pronto Socorro do Hospital Regional.

Em ocorrência policial ela informa que passou a tarde inteira aguardando atendimento, ela disse que lá já tinham pessoas que estavam desde manhã e não haviam sido atendidas ainda.
Ela disse aos policiais que isso é um descaso com a saúde. A mulher disse que o secretário de saúde esteve no hospital conversou com algumas  pessoas e depois saiu escondido por uma porta alternativa.
Ela ainda relata que só com a chegada da viatura é que começou o atendimento, aos pacientes que lá estavam.
A guarnição ainda ouviu o médico de plantão que informou que o hospital é pra atendimento de Urgência e emergência e o médico de plantão teve que acompanhar uma paciente a Porto Velho que havia sofrido acidente de trânsito.
E que ele havia sido acionado pra substituir o colega e que assim que atendesse as pessoas que estavam na área vermelha iria atender os que estavam aguardando.
Por fim ele ainda explicou, antes de chegar até ele às pessoas passam por uma triagem e a ordem de atendimento não é a hora de chegada e sim o estado em que o paciente se encontra.
O comandante da Guarnição orientei as pessoas sobre o que disse o médico e no momento em que estava registrando o fato iniciaram os atendimentos.

Fonte: Agora Guajará.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.