Header Ads

Header ADS

Juiz encaminha à OAB pedido de apuração sobre advogado que teria mandado cliente falsificar assinatura em documento enviado à Justiça Federal


O juiz  Jaires Tavares Barreto, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Guajará Mirim, Rondônia, mandou encaminhar às seccionais da OAB em Rondônia e Mato Grosso a informação, apurada em inquérito da Polícia Federal, de que o advogado  Leandro Willian Desto Ribeiro teria cometido eventual infração disciplinar contra o Estatuto da Ordem. Consta do relatório policial que o advogado teria pedido ao seu cliente para falsificar a assinatura do profissional em uma petição que foi protocolizada perante a Justiça Federal.

A decisão do juiz de encaminhar as informações às seccionais da Ordem em Rondônia e Mato Grosso, além da polícia, consta de uma sentença prolatada por ele no na quarta-feira, 12, e publicada nesta sexta-feira, 14, no Diário da Justiça.

A sentença refere-se ao julgamento de uma suposta organização criminosa especializada no tráfico de drogas a partir da cidade rondoniense de Guajará Mirim, localizada a 369 Km da capital, Porto Velho, na fronteira com a Bolívia.
Na sentença, o juiz anota: “O advogado Leandro Willian Desto Ribeiro atuou como advogado de Carlos Henrique Silveira em um processo que apura o crime de Lavagem de Dinheiro e consta na Informação nº 19/2018 (fls. 471/487), extraindo-se do relatório que pediu ao seu cliente para falsificar a sua assinatura em uma petição que foi protocolizada perante a Justiça Federal”.
O juiz destaca trechos de escutas realizadas- com autorização judicial- pela Polícia Federal: “ADVOGADO LEANDRO: Tô mandando agora. Tu consegue assinar na petição como se fosse eu CARLOS HENRIQUE: Ver e rubricaADVOGADO LEANDRO: Sim. Rubrica. CARLOS HENRIQUE: Seu ver eu faço igual.ADVOGADO LEANDRO: Kkkkk. Pra facilitar é L Willian que escreve kkkk. Manda seu e-mail aí.CARLOS HENRIQUE: Henriquemarta2018@gmail. comADVOGADO LEANDRO: Enviado. Mandei. Imprimi 2 vias. Assina e protocola lá na JF. Tira uma cópia da nota do celular e entrega junto.ADVOGADO LEANDRO: Bom dia. Protocolou a peça CARLOS HENRIQUE: Sim”.
O magistrado também destaca o seguinte trecho das  gravações entre o advogado e o cliente: “ADVOGADO LEANDRO: Eiii. Quer ganhar uma graninha Fácil CARLOS HENRIQUE: Sim. Manda. ADVOGADO LEANDRO: Eu tava negociando uma S10 nova zera e os caras sumiram...CARLOS HENRIQUE: Oq eu tenho que fazer. ADVOGADO LEANDRO: Um cliente me deu 8 mil para dar de entrada. Agorinha seria só se passar pelo dono da empresa... Falar que a Cegonha não chegou com os carros. E que estão providenciando a devolução do dinheiro. No mais tardar dia 02 já será devolvido. Enquanto isso eu vou atrás dos caras.CARLOS HENRIQUE: OK eu faço sim.ADVOGADO LEANDRO: Q nome invento pra tu Ricardo CARLOS HENRIQUE: Eu sou Ricardo. ADVOGADO LEANDRO: Ivel Veículos, sai pra Ariquemes e Loja em PHV. E qlq coisa tu tá em São Paulo. Vai chegar em Porto Velho em março”.
 Por último, em sua decisão, o juiz Jaires Tavares Barreto anota: “Em razão das condutas estampadas nos autos, havendo fortes indícios de que cometeu infrações disciplinares e penais passíveis de sanção, determino seja encaminhado cópia da Informação nº 18/2018 (fls. 471/486) para a Seccional a que está vinculado, qual seja a OAB/MT, bem como a OAB/RO, haja vista que há notícias de que pleiteou a sua inscrição suplementar neste Estado, a fim de que deliberem sobre as providências que entenderem pertinentes. Sem prejuízo, encaminhe-se tais documentos, por cópia, igualmente à Autoridade Policial, para que apure eventual cometimento de ilícito penal”.
O nome de Leandro Willian Desto Ribeiro consta do rol de advogados habilitados a defender os acusados de envolvimento no grupo acusado de traficar droga a partir de Guajará.
A suposta organização criminosa foi desarticulada pela Polícia Federal durante a operação Walking Dead, resultando em várias prisões no interior do Estado no ano de 2017.
Foi no decorrer destas investigações que precederam a operação que a PF gravou a conversa entre cliente e advogado transcrita pelo juiz na sentença.  
O advogado e o cliente que aparece nas gravações não têm ligação com a suposta organização criminosa. Eles apareceram apenas circunstancialmente nas investigações. 
A reportagem do Tudorondonia não conseguiu contato com o advogado Leandro Willian Desto Ribeiro, mas abre espaço para direito de resposta extrajudicial e possíveis esclarecimentos que o profissional queira fazer.
Fonte: Tudo Rondônia

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.