Header Ads

Header ADS

Guajará-Mirim contabiliza mais óbitos por Covid-19 do que todo estado do Mato Grosso do Sul


O município de Guajará-Mirim com 46.174 habitantes permanece despontando no cenário nacional, totalmente fora da curva média de óbitos, causados pelo agravamento da síndrome respiratória aguda grave (Covid-19).


Conforme últimos informes epidemiológicos número 77 publicados em 10/06/2020, em Guajará-Mirim-RO, já contabiliza 29 óbitos e 553 casos confirmados, na mesma data, o estado do Mato Grosso do Sul com 2.788.986 habitantes contabilizou 24 óbitos e 2.597 casos confirmados.

Na busca das possíveis causas que contribuem para o acumulado deste lamentável saldo negativo, a falta de recursos foi descartada pelo site Portal Guajará, pois mediante consulta no site oficial do Governo Federal, foi possível constatar que os repasses realizados pela Fundação Nacional de Saúde direto na conta Pessoa Jurídica do  Fundo Municipal de Saúde, até o início do atual mês de junho de 2020 somam R$ 8.092.333,91 (Oito milhões, noventa e dois mil, trezentos e trinta e três reais e noventa e um centavos) , já beira o valor total repassado, durante todo o ano anterior de 2019 que foi de R$ 10.357.258,51 (Dez milhões, trezentos e cinquenta e sete mil, duzentos e cinquenta e oito reais e cinquenta e um centavos). Do valor total recebido no corrente ano, a expressiva fração de R$ 1.593.820,52 (Um milhão, quinhentos e noventa e três mil, oitocentos e vinte reais e cinquenta dois centavos), foi injetada nos cofres do Fundo Municipal de Saúde da Pérola do Mamoré, CNPJ 23.273.682/0001-01, através da agência BB 0390-5 e conta 0000354686, especificamente para uso no combate a Pandemia.


No dia 09/06/2019 conforme extrato bancário em anexo foi depositado na conta da Prefeitura a primeira parcela da ajuda emergencial do Governo Federal ao municipio, o valor de R$ 1.614.604,86, sendo que no dia 13 de Julho sera depositado a segunda parcela, 12 de Agosto a terceira parcela  e 13 de Setembro a quarta parcela, que totalizará o valor de R$ 6.458.419,44.
E conforme um documento assinado pelo Secretário de Saude Douglas Dagoberto e amplamente divulgado, existe um valor de R$ 1.650.000,00 só de emendas parlamentares.


O hospital local não conta com nenhuma unidade de terapia intensiva (UTI); e as ambulâncias, pertencentes a frota da Secretaria Municipal de Saúde, nas quais os pacientes que desenvolvem a forma grave da doença, e que precisam ser encaminhados até a capital do estado, distante cerca de 330 Km, não contam com todos os equipamentos necessários. 

A população reclama da falta de medicamentos nas farmácias da rede local dos postos de saúde; os servidores tem reclamado constantemente da falta de EPI,S, para uso durante o atendimento aos usuários do SUS.


Recentemente o Prefeito Cicero Noronha (DEM) inaugurou um Hospital de Campanha para os pacientes do Covid-19 em Guajará-Mirim-RO sem as minimas condiçoes de ser usado, inclusive sem ligação de energia eletrica e equipamentos, inauguraçao divulgada em rede social da Prefeitura Municipal, mas o conselheiro municipal de saúde Eder Marreiros, denunciou em video publicado em sites e redes sociais, e as pressas a Prefeitura para nao passar mais vergonha e ficar desacreditada pela população teve que adequar para o funcionamento.
UMA FRASE USADA POR MUITOS CANDIDATOS A PREFEITO EM CAMPANHA ELEITORAL CRITICANDO O ANTECESSOR….”existe dinheiro, mas não tem gestão”

Fontes:
Informe epidemiológico Mato Grosso do Sul 10/06/2020

Informe epidemiológico Nº 77 10/06/2020 Guajará-Mirim / Rondônia

Consulta de pagamento consolidada Fundo Nacional de Saúde


Fonte: Portal Guajará/Flaviano Sales

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.