Header Ads

Header ADS

Agora Guajará: Três motocicletas roubadas por membros de facções são recuperadas pela Polícia Civil em Guajará-Mirim


O Serviço de Investigações e Capturas, com investigadores da primeira Delegacia de Polícia Civil no município de Guajará-Mirim, recebeu no inicio da tarde desta terça-feira (14), uma denúncia anônima dando conta que em uma vila de apartamentos localizado na Avenida Marechal Deodoro, 5627, bairro Liberdade haviam motos roubadas escondidas em um dos apartamentos.

Quando os policiais civis se aproximavam do local indicado perceberam um casal que estava em frente à vila de apartamentos correram para o quintal na tentativa de fugir da abordagem policial.

Os policiais conseguiram fechar o cerco e abordar a mulher identificada como T. A. O de apenas 17 anos que invadiu um apartamento na tentativa de fuga, o outro era Lucas Batista Brício de 19 anos.

De acordo com a Polícia, durante a fuga, Lucas jogou propositalmente um aparelho celular (SAMSUNG J2) contra o muro na provável tentativa de destruir algum tipo de prova.

Outras duas pessoas que estavam no interior da vila, também tentaram fugir e um deles Johan da Silva Choma de 23 anos reagiu violentamente à prisão sendo necessário o uso da força física e de técnicas de imobilização para conter o elemento.

Durante a prisão Johan apresentou um nome falso, mas seus documentos foram encontrados no apartamento de número 02, onde estava a adolescente A. P. M de 16 anos também teria tentando fugir, mas obedeceu a ordem de parada dos policiais.

Essa adolescente informou aos policiais que a moto FAN de cor vermelha tomada como assalto na noite de domingo (12), na Praça da Escola Imã Maria Celeste em frente a uma sorveteria no bairro da Serraria, teve a participação dela e de outro elemento conhecido por "neguinho".


Ele contou em detalhes que ambos estariam armados com arma de fogo, e que o assalto foi praticado a mando de lideres de facções em Guajará-Mirim.

A menor disse que durante o assalto estava utilizado uma jaqueta moletom de cor azul, e que logo depois do assalto a moto havia sido levada para o apartamento onde residiam.

Três motos foram encontradas no apartamento, a vermelha do assalto de domingo, e outras duas motos (BIZ vermelha e outra cinza) que foram trazidas de Porto Velho a mando de lideres de facções.

De acordo com a menor essas motos já haviam sido negociadas  em troca de duas armas, sendo uma SUBMETRALHADORA e UMA PISTOLA 9MM que segundo ela já estariam sido levadas para Porto-Velho para ser entregues aos membros da facção PCC instalados no condomínio Orgulho do Madeira.

No local a Polícia Civil, que trabalha apenas com dois investigadores precisou do apoio dos policiais NIIF/UNESFRON fizeram uma verdadeira varredura, e na lixeira do apartamento foi encontrada a placa de uma moto HONDA FAN vermelha NEF 4732, que foi tomada de assalto na tarde de quinta-feira (09), na esquina das Avenidas Mendonça Lima com Aluísio Ferreira no bairro Caetano.

Sobre a motocicleta, a adolescente confessou que ela mesma teria arrancado a placa e a jogado no lixo após o roubo, praticado por outros membros da facção e deixadas também no apartamento.


Essa motocicleta os membros da facção conseguiram cruzar para a Bolívia, e uma adolescente teria se encarregado de conduzir a motocicleta até a praia do Acácio onde foi entregue a um boliviano.

Lucas e a adolescente autorizaram o manuseio de dados e conversações existentes no aparelho celular, sendo eles, SAMSUNG SM J2 PRO e J5 PRIME, respectivamente. Do lixo os policiais recolheram as placas NEF 4732, NBW 5753 e OHO 5733, todas roubadas.

No lixo, também, foi encontrado alguns cartões da vitima do assalto do bairro Caetano sendo um Cartão do banco Santander, outro Cartão do Banco do Brasil, um cartão cidadão, além de uma munição calibre 22.

Mesmo trabalhando no limite e com um número muito reduzido de investigadores os trabalhos estão avançando e prisão e recuperações ocorrem praticamente todos os dias.

O chefe do Serviço de Investigações e Capturas, disse que: “Mesmo diante de uma pandemia que tem ceifado tantas vidas, o trabalho precisa continuar, afinal de contas defender a população e proteger os mais necessitados é nossa missão”.


Fonte: Agora Guajará

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.