Header Ads

Header ADS

EM GUAJARÁ, ATÉ O RAIO X DO HOSPITAL REGIONAL ESTÁ FUNCIONANDO DE MANEIRA PRECÁRIA - imagens fortes

Em Guajará-Mirim, uma das cidades mais antigas de Rondônia, depois da capital, Porto - Velho, o problema na área da saúde parece que nunca vai ter fim. Tem um hospital  em construção,  há quase dez anos, que hoje está praticamente abandonado. Esta unidade, caso estivesse concluída,  estaria  atendendo a  população de Nova Mamoré, Guajará - Mirim e  região, porque as demandas são muitas, principalmente neste momento em que vivemos diante de uma pandemia que assusta o mundo inteiro, como é o caso do  coronavírus – Covid 19.

Para completar, o antigo  hospital, Nossa Senhora do Perpetuo Socorro,  “Hospital Regional”, está funcionando de maneira precária, há muito tempo, bem antes da pandemia. Diversos setores do HR praticamente não funcionam,  como é  o caso do Raio X.  Algumas imagens feitas esta semana e enviadas para a redação do Guajará Noticias mostram o drama atual. O descaso e o abandono são muito evidentes.

Não podemos, porém, afirmar que faltam aparelhos de  Raio X, porque o problema não é na falta de equipamentos. Segundo declarações de pessoas que atuam na saúde municipal, existem  dois aparelhos novos, ainda nas caixas, mas que nunca foram instalados. É justamente essa situação que deixa muitos usuários do SUS indignados com a administração. O deputado Neidson Soares, que trabalhou e disponibilizou recursos para a aquisição de um dos equipamentos, lamenta a falta de organização, visto que não é fácil destinar emendas e constatar tamanho descaso.
Vale registrar que o aparelho de Raio X adquirido com a emenda destinada pelo Dr. Neidson Soares quase não entra em funcionamento por causa de uma tomada que faltava no Pronto Socorro. Essas situações mostram que não tem sido fácil fazer saúde pública em Guajará -  Mirim, na atual administração. Entre várias denúncias, as pessoas informam que muitos casos de contaminação pelo coronavirus em Guajará -  Mirim acontecem no momento de usar a máquina de Raio X, situação chamada de contaminação cruzada, pela falta de barreiras de contenção, que são indispensáveis neste momento de pandemia. Tanto os servidores, como os pacientes estão desprotegidos em relação às medidas de precauções necessárias.

Mesmo com tantos problemas, a Secretaria de Saúde trabalha para esconder algumas informações. Os aparelhos recém-chegados, e que até o momento não foram instalados, foram colocados numa sala antiga da Secretaria de Saúde. Eles haviam sido mostrados em matéria publicada pelo Guajará  Notícias e que viralizou nas redes sociais.

Os  problemas não param por aí! Outra situação que preocupa os profissionais da saúde é que a Clínica Médica que antes estava funcionando no Pró-Saúde,  "Hospital Bom Pastor", voltou para o Hospital Regional esta semana. Como as instalações não são adequadas, e considerando que apenas uma porta separa do ambiente de atendimento aos pacientes da Covid-19, a situação é preocupante, visto que a possibilidade de contaminação é muito grande.
                         
                         
                         
                         
                         

                             
                             

                             


Fonte: Guajará Noticias – João Teixeira DRT/1052

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.