Header Ads

Header ADS

MORTES: Prefeitura de Guajará-Mirim compra 240 sacos para cadáveres para serem usados na Pandemia do COVID-19.

No portal da transparência do Fundo Municipal de Saúde da Prefeitura Municipal de Guajará-Mirim-RO, foi registrado no dia 28/05/2020, o empenho nº 1044 do tipo global referente ao processo nº 1032/2020 para a empresa EPIS Industria e Comercio Eireli, com sede em Porto Velho-RO,  CNPJ  Nº 02.231.948/0001-83, no valor de R$ 393.490,00 (trezentos e Noventa e Três Mil quatrocentos e Noventa Reais), dados públicos que podem ser acessados na internet por qualquer cidadão, esclarecendo que esses recursos são federais oriundos do fundo municipal de saúde, recursos do SUS para custeio, e a modalidade da compra é de dispensa de licitação conforme decreto de calamidade pública devido a pandemia do coronavírus-convid 19.



A Prefeitura Municipal de Guajará-Mirim-RO gastou o valor de R$ 30.000,00 (Trinta Mil Reais) para comprar 240 (duzentos e quarenta) sacos para cadáveres (cobre corpo), no valor unitário de R$ 125,00 cada saco, objetos esses que se encontram guardados no almoxarifado da SEMSAU em Guajará-Mirim-RO.

A empresa através do empenho nº 1044 e processo 1032/2020, emitiu três notas fiscais a primeira emitida em 24/06/2020 de número 11871, no valor de R$ 154.064,00, a segunda emitida em 24/06/2020 de número 118884, no valor de R$ 36.050,00, a terceira emitida em 25/06/2020 de número de 11891, no valor de R$ 48.400,00, no total de R$ 238.514,00, todas pagas através de ordem bancaria em 25/06/2020, esclarecendo que no empenho 1044 consta a aquisição de outros equipamentos, como toucas, avental, máscara de proteção, óculos de proteção, protetor facial, lençol descartável e os 240 sacos para cadáveres.


Basta uma pesquisa na internet do preço de saco para cadáveres que rapidamente é encontrado a venda por muito menos valor que a Prefeitura Municipal gastou para adquirir as 240 unidades.


Até o fechamento desta reportagem o número de mortes em Guajará-Mirim-RO devido a pandemia do COVID-19 era de 47 óbitos de 1.327 casos confirmados, um dos maiores índices do Estado de Rondônia. A reportagem indaga qual a regra matemática que foi usada pela Prefeitura para adquirir 240 sacos para cadáveres?

ASSISTA O VÍDEO EM QUE O PREFEITO CICERO NORONHA PREGA TRANSPARÊNCIA E PREFEITURA MAIS ABERTA PARA O POVO:



O Prefeito Municipal de Guajará-Mirim-RO que pregava transparência na gestão pública ainda não veio a público deste o início da pandemia prestar contas dos valores que recebeu de recursos federais para combater o covid-19 e dos valores gastos com compras de medicamentos, EPIS, exames, materiais para o hospital de campanha, contratação de médicos, principalmente quanto foi gasto com medicamentos para serem distribuidos gratuitamente para os pacientes do coronavirus como em outros municipios, como tambem exames testes para constatar o coronavirus, principalmente quanto foi gasto com medicamentos para serem distribuidos gratuitamente para os pacientes do coronavirus como em outros municipios, como tambem exames testes para constatar o coronavirus.

Acesse o link do fundo municipal de saúde que comprova os fatos:


Fonte: Portal Guajará.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.