Header Ads

Header ADS

Barco Hospital realiza 17ª missão e a 2ª barreira sanitária entre os rios Mamoré e Pacaás Novos em Guajará-Mirim

 


Devido à pandemia do coronavírus, o governo de Rondônia já anunciou que as algumas ações estão sendo reprogramadas, e entre essas ações, está o trabalho que será realizado pela Unidade de Saúde Social Fluvial Walter Bártolo, mais conhecido por Barco Hospital.

A 17º missão do Barco Hospital Walter Bártolo, começou durante a noite desta quarta-feira (12), e está também é a 2ª barreira sanitária fluvial realizada em Guajará-Mirim (RO).

A missão ocorre pela 2ª vez devido ao grande número de casos diagnosticados da Covid-19 na cidade de Guajará-Mirim, e consequentemente vem crescente entre os indígenas, preocupando assim autoridades do estado.

Diante do quadro o governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), realiza barreira sanitária com o objetivo de identificar casos suspeitos da doença e evitar a disseminação do vírus entre as comunidades indígenas e ribeirinhas.

A barreira sanitária fluvial acontece desde o dia 12 de agosto e vai até 30 de agosto. De acordo com Giovane Guastala coordenador chefe, o barco está estrategicamente atracado no encontro dos rios Mamoré e Pacaás Novos, dando acesso ao maior número de tráfego fluvial de pessoas, as quais são abordadas em suas embarcações, para identificar possíveis casos suspeitos da Covid-19.

O coordenador do barco hospital, Giovani Guastala, explica que as pessoas que passam pelo local são abordadas, avaliadas por uma equipe médica, e se necessário medicadas.

"Qualquer tipo de embarcação que trafega nesse encontro de rios é abordada por uma equipe, que convida essas pessoas para que venham até a barreira sanitária e, com a nossa equipe de profissionais, se identificarmos algum sintoma da Covid-19, são convidadas a fazer o teste rápido. Se der positivo, temos toda a medicação aqui. Nós evitamos que essa pessoa vá até Guajará-Mirim, onde pode contaminar mais pessoas", diz.

A equipe que atua na barreira tem como parceiros a Polícia Militar, PATAMO, DSEI, CASAI, FUNAI, DETRAN, EMATER, e apoio de servidores e proprietário do Hotel Pacaás Palafitas.

Além da Secretária de Saúde do Estado, a missão conta ainda com o apoio irrestrito da Secretaria Regional do Governo de Rondônia em Guajará, coronel Flávio Derzete, e do próprio governador coronel Marcos Rocha, que não tem medido esforços para ajudar o município de Guajará-Mirim.

Fonte: Assessoria

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.