Header Ads

Header ADS

Menos de 45% das vítimas da Covid-19 de Guajará-Mirim, RO, morreram na própria cidade

 

Das 78 mortes registradas até esta terça-feira (18), 42 foram em Porto Velho e duas em outras cidades do interior. Dados foram divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde.




Guajará-Mirim (RO), na região de fronteira com a Bolívia, tem quase 80 mortes pela Covid-19 registradas até esta terça-feira (18). Entretanto, menos da metade dos óbitos aconteceram na cidade.


Há pelo menos três meses, Guajará-Mirim permanece como a segunda cidade do estado com o maior número de mortes pela Covid-19, atrás apenas da capital, e à frente de cidades maiores como Ariquemes, Ji-Paraná e Vilhena:

  1. Porto Velho – 608
  2. Guajará-Mirim – 78
  3. Ariquemes – 61
  4. Ji-Paraná – 35
  5. Vilhena – 31

Segundo o último boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), até esta terça-feira (18), das 78 mortes registradas de moradores de Guajará: 42 foram em Porto Velho, 34 em Guajará, uma em Ariquemes e uma em Ji-Paraná.

Um dos fatores que podem levar a esse alto registro de óbitos fora da cidade de origem é a disponibilidade de leitos para tratamento da doença, já que Guajará possui apenas a Unidade de Cuidados Intensivos.

Porto Velho é o município referência para internação de pacientes com Covid-19 na macrorregião I, que inclui Guajará, e é a cidade com a maior número de leitos clínicos e de UTI em todo o estado, atraindo pacientes de diversas localidades.

Fonte: G1

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.