Header Ads

Header ADS

Secretário Regional coronel Derzete presta homenagem aos Policiais que comemoram dia de Tiradentes

 


Na manhã desta quarta-feira (21), o Secretário Regional do Governo de Rondônia em Guajará-Mirim, coronel Flávio Derzete da Mota, falou sobre as homenagens a Tiradentes Patrono das policiais no Brasil.

O coronel Derzete que já comandou o 6º Batalhão em Guajará-Mirim destacou o marco para a história do Nosso País e fez questão de destacar o papel de Tiradentes no Brasil, e disse que a Polícia Militar e a Polícia Civil estão sempre ao lado da comunidade.

“Hoje, a sociedade já comprova nos olhos de cada um da nossa corporação, seja ela civil ou militar, um policial mais humano, qualificado, que atua respaldado pela lei, sem que para isso tenha que acirrar suas atitudes e ações perante os que estão à margem da lei. Isso é motivo de orgulho e de grande satisfação para o Governo do Estado.

É um dia muito especial para as forças de segurança de todo o Brasil, pois estamos fazendo uma homenagem ao nosso Patrono Tiradentes, que foi um homem que lutou bravamente pelos direitos. Assim como o Patrono, nossos policiais demonstram dia após dia a mesma coragem, bravura e lealdade”, sintetizou o coronel.

Quem foi Tiradentes ?

Joaquim José da Silva Xavier nasceu no dia 12 de novembro de 1746 em Minas Gerais, na cidade de Pombal (hoje chamada Tiradentes).

A alcunha “Tiradentes” estava relacionada à prática farmacêutica que na época os autorizava a fazer operações dentárias.

Tiradentes envolveu-se num dos movimentos revolucionários libertários do século XVIII que ocorriam na colônia daquela época. É preciso lembrar que houve outras rebeliões como a Revolta de Vila Rica ou a Conjuração Baiana.

A prisão e a morte de Tiradentes

Em 1788, Tiradentes envolveu-se no movimento revolucionário da Inconfidência Mineira contra a Coroa portuguesa. Foi preso em 10 de maio de 1789, no Rio de Janeiro, quando tentava captar apoio para sua causa.

Fonte: Assessoria

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.