Header Ads

Header ADS

Urgente: Funcionários da FUNAI de Guajará-Mirim foram detidos e estão proibidos de sair de aldeia indígena, eles exigem a presença do coordenador no local

 


Desde o inicio da tarde de quinta-feira (08), três funcionários da FUNAI estão proibidos de saírem da Aldeia Rio Negro Ocaia localizada no Rio Pacaás Novos, distante cerca de 4 horas de viagem de barco da sede do município Guajará-Mirim.

Eles estão sob custódia dos índios que exigem a presença do Coordenador da FUNAI para reivindicações em prol da comunidade.

A comunicação foi feita a polícia na tarde desta sexta-feira (09), pela Coordenadora Substituta da Coordenação Regional da FUNAI em Guajará Mirim.

A Coordenadora informou que por volta das 07h00min de quinta-feira (08), uma equipe da FUNAI composta por um mecânico, um piloto de embarcação e mais três funcionários, se deslocaram até Aldeia Rio Negro Ocaia, localizada no Rio Pacaás Novos, e tinham previsão de retorno no inicio da noite.

Mas a ocorrência relata que  apenas o piloto da embarcação e o mecânico conseguiram retornar os demais funcionários ficaram na aldeia detidos pelos índios.

Em contato via aplicativo whatsapp os funcionários que estão na aldeia foram informados que os indígenas estão querendo a presença do Coordenador com urgência na localidade, caso contrário os servidores permaneceram impedidos de saírem.

Fonte: Agora Guajará

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.